Atividades para a Pandemia – Quem Sou Eu?

Quem sou eu é um jogo de adivinhação ótimo para jogar entre amigos e família.

Ilustração de como jogar “Quem Sou Eu?”

O jogo tem o objetivo de imitar,desenhar, emitir som, gesticular… Algo ou alguém. Pode ser feito em competições,fases ou níveis,e até mesmo apenas para distração. O jogo tem sua origem nos salões de jogos estadunidenses no século 19, e ganhou o prestígio da atual geração através da atualização para celulares e tablets.

Como se joga?

No modo mais tradicional, os jogadores definem uma categoria (Harry Potter, por exemplo) escrevem nomes de personagens dessa categoria (Harry, Hermione, Ronald Weasley, Snape, Siriusm hagrid, etc) em pedaços de papel, e colocam todos esses papéis juntos. O jogador da vez deverá então selecionar um personagem das sugestões, sem olhar qual, e poderá fazer perguntas sobre para que os outros participantes o ajudem a descobrir qual o personagem ele selecionou.

A regra mais importante para o jogo é não revelar o personagem até que todos os jogadores desistam, ou que o jogador da vez descubra qual o personagem. A facilidade nas dicas, normalmente são decididas antes do jogo começar e tendem a aumentar no decorrer da partida. A quantidade de participantes não seguem uma regra específica, pode variar desde duplas até grupos maiores.

Jogando pelo celular

Existem diversas versões do jogo nas lojas de aplicativos para celulares Android e Apple. A maioria deles gratuitos. Pesquise por “Quem sou eu” e escolha uma opção!

Atividades para a Pandemia: Teste de Einstein

Problema de Lógica

Albert Einstein criou, supostamente, este teste de lógica no século XX e afirmou que 98% da população mundial não seria capaz de resolvê-lo. Use o seu raciocínio lógico e faça o possível para resolver o famoso Teste de QI de Einstein.

Como jogar:

  • Comece lendo todas as dicas;
  • Encontre as dicas mais “básicas” e as marque nas “casas” localizadas acima das dicas. Exemplo de dica básica:
    • O Norueguês vive na primeira casa.
  • Na sequência, basta ir preenchendo com as dicas restantes. Vale ressaltar que problemas de lógicas um pouco mais difíceis exigem a utilização de duas ou mais dicas em conjunto para se chegar a alguma conclusão;
  • O jogo termina quando todas as dicas forem usadas corretamente e todos os campos do jogo forem preenchidos.
Imagem ilustrativa do Teste de Einstein

Erros comuns

Normalmente, as pessoas se confundem quando aparecem dicas com os seguintes termos em destaque:

  1. X está exatamente à esquerda/direita de Y;
  2. X está em algum lugar à esquerda/direita de Y;
  3. X está em algum lugar entre Y e Z, nessa ordem.

No primeiro caso (1), os itens relacionados SÃO necessariamente vizinhos (adjacentes) um do outro. No segundo caso (2), os itens PODEM ser vizinhos, mas não necessariamente precisam ser. No último caso (3), está indicado que X está entre Y e Z, ou seja, Y, X, Z, e somente nessa ordem. Além disso, Y, X e Z podem ou não ser vizinhos (adjacentes).

Fonte: https://www.geniol.com.br/logica/problemas/teste-de-einstein/

Onde jogar?

O Teste de Einstein pode ser feito com papel e lápis, mas existem também sites que permitem que a gente preencha as informações e verifique se estão corretas. Um exemplo de site é o Geniol!

Atividades para a Pandemia: Adedonha

Olá, PessoALL! Segue a dica da aluna Maria Luiza, do curso de Programação de Jogos Digitais de um jogo simples para passar o tempo nesse tempo de isolamento social!

Adedonha ou adedanha é um jogo de passatempo e conhecimentos gerais. Consiste em desenhar uma tabela em que na primeira linha de cada coluna ficarão os temas e cada linha posterior será preenchida numa rodada do jogo.

A tabela abaixo é um exemplo muito usado, lembrando que as lacunas podem variar de acordo com a familiaridade, idade e/ou dificuldade:

Sua jogabilidade exige no mínimo dois (2) jogadores e não têm limites, cinco (5), oito (8), quinze (15) pessoas podem joga-lo simultaneamente, sem que haja a necessidade de dividi-los em grupos ou esperar alguém se cansar ou desistir para poder entrar.

A forma como são dadas as respostas não pode ocorrer de forma aleatória, é preciso à escolha de uma letra para cada linha horizontal, no entanto a escolha dessa também não ocorre de aleatoriamente. Antes de pôr os nomes é feito o seguinte “ritual’’:

  • As mãos são postas para trás da cabeça de forma unanime;
  • Um ou todos cantam (ou falam musicalmente) o nome do jogo: a-de-doo-nha;
  • Juntamente as mãos são colocadas à frente e cada um expõe a quantidade de dedos que quiser;
  • A partir da quantidade de dedos contados, busque a letra do alfabeto (exemplo: cinco (5) dedos – letra E)

Como todo jogo é possuidor de regras, a adedonha não poderia ser diferente, existem alguns pontos que deixam o momento mais interessante e difícil, estes são alguns deles:

  • Não deve haver consulta
  • A comunicação entre os jogadores é restrita a dicas
  • Não pode existir repetição de palavras entre os participantes
  • É válida mais de uma resposta na mesma enquete
  • Cada resposta vale 10 pontos.
  • É usada uma letra por coluna (horizontal)
  • Ao fim de cada coluna são somados os pontos
  • Caso haja repetição de palavras à pontuação é reduzida pela metade
  • Caso haja respostas distintas o jogador ganha pontuação inteira
  • A letra não pode ser passada, se for K será ela em toda rodada.
  • Se chegar ao Z e ainda tiver letras na contagem, segue-se a rotatória e a partir da ultima volta para o A
  • Só podem ser consultadas as respostas quando o ultimo jogador acabar
  • Pode ficar lacunas em branco (o que resulta em pontuação nula)

O objetivo é ter a maior pontuação, ou seja, provavelmente quem responder mais e tiver menos repetições será o vencedor. É valido lembrar que esse é um jogo tem faixa etária livre (apesar de ter ser muito conhecido entre o publico infanto-juvenil), tem como enfoque o raciocínio logico e rápido; a pressão, a desinformação e a falta de agilidade podem atrapalhar, mas, nada que a pratica constante e prazerosa não resolva. O tempo de duração não é definido dependera muito da agilidade com que a tabela é preenchida. Para dificultar as coisas, os jogadores podem e devem determinar um tempo, por exemplo, 1min por letra.

Sendo assim, porque não experimentar esse jogo simples, prático e que rendera muitas gargalhadas? Quem não o conhece terá a oportunidade de conhece-lo e quem já o conhece poderá relembra-lo e criar laços e momentos de satisfação e união dentro do ambiente familiar (e entre amigos).

Quer jogar com seus amigos online? Pode jogar de graça no site StopotS.